resumo

Maria Aparecida de Lima Conde tem muitas histórias para contar, a maioria delas sobre a infância e a juventude vividas no interior de São Paulo, entre uma fazenda de Pederneiras, onde nasceu, em 1942, e a cidade de Jaú, para onde se mudou ainda criança, a fim de dar início à vida escolar. Com muitos detalhes, ela se recorda das inesquecíveis sessões de histórias de assombração da avó Helena e de filmes de aventura que o Padre Serra organizava depois das aulas de catecismo. Maria Aparecida ainda fala do footing, a paquera de sua época, e das dificuldades que enfrentou para conseguir se formar em Serviço Social. Foi a partir desse curso, aliás, que ela deixou a região de origem para trabalhar em São Paulo e, depois, em São José dos Campos, onde formou sua família, se aposentou e passou a se dedicar ao trabalho voluntário.

história

Eu nasci em 12 de outubro de 1942, em Pederneiras, São Paulo. Meus pais, até grande parte da vida deles, a minha mãe era dona de casa, e uma boa parte da vida do meu pai foi como produtor rural. Ele tinha fazenda e depois ele foi para a cidade e passou a ser comerciante, quando nós entramos em i...Continuar leitura



história na íntegra


opções da página