resumo

A história do senhor Fernando Duarte do Amaral é um retrato do centro de São Paulo na época em que o samba paulistano reinava, assim como os salões de baile. Nascido em 1933, senhor Fernando passou uma infância pobre e começou a trabalhar cedo. Da loja de móveis passou para uma fábrica de caixas e, posteriormente, na maior parte de sua vida, trabalhou em dois lugares ao mesmo tempo: no Fórum João Mendes, onde começou como ascensorista, e no Paulistano da Glória, uma casa de shows e escola de samba, onde aconteciam bailes de samba e gafieira. As histórias sobre estes dois empregos descrevem como era a vida e as relações sociais no centro da cidade de São Paulo , principalmente nas décadas de 1960 e 1970. A vida em meio a advogados e juízes contrapunha-se à vida de trabalho no bar e nas festas de samba, em meio a artistas sonsagrados.

imagens (3)

get_date(); ?>

Sócio-fundador

data (ou período): Ano 1971 Imagem de:Fernando Duarte do Amaral

fechar

Paulistano da Glória

"Fernando Duarte no balcão do Paulistano da Glória"

local: Brasil / São Paulo / São Paulo
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Samba da Paz

Era um empregado da casa, revistava as pessoas para não entrar armados e, quando a pessoa ia comprar ingresso, se ficasses balançando, ele dizia: "Hoje você não entra". [...] "Não, você não pode porque vocês esta assim, "quente"

local: Brasil / São Paulo / São Paulo
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Sócio-fundador

"Carteirinha de sócio fundador do Paulistano da Glória pertencente a Fernando Duarte. "

período: Ano 1971
local: Brasil / São Paulo / São Paulo
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

história na íntegra


opções da página