imagens (15)

get_date(); ?>

Observatório do Clima

data (ou período): Ano 2004 Imagem de:Paulo Roberto de Souza Moutinho

get_date(); ?>

Experimento científico

data (ou período): Ano 2003 Imagem de:Paulo Roberto de Souza Moutinho

get_date(); ?>

Liteira

data (ou período): Ano 2003 Imagem de:Paulo Roberto de Souza Moutinho

get_date(); ?>

COP9

data (ou período): Ano 2004 Imagem de:Paulo Roberto de Souza Moutinho

get_date(); ?>

Proposta

data (ou período): Ano 2003 Imagem de:Paulo Roberto de Souza Moutinho

get_date(); ?>

Sapo Cururu

data (ou período): Ano 2001 Imagem de:Paulo Roberto de Souza Moutinho

fechar

Período de cheia

Trabalho de campo em Floresta Nacional do Tapajós na Amazônia, no período de chuvas.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Observatório do Clima

Foto mostra a participação no seminário anual promovido pelo Observatório do Clima, uma rede que reúne entidades da sociedade civil com o objetivo de discutir a questão das mudanças climáticas no contexto brasileiro. Na foto estão, da esquerda para a direita, Claudio Langone da Secretária de Qualidade Ambiental do MMA, Ministra Marina Silva, Paulo Moutinho (coordenador geral), Ministra Marina Silva, Marijane Lisboa e Dr. José Domingues Migues (diretor do MCT para as questões de mudança climática).

período: Ano 2004
história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Experimento científico

A foto mostra Paulo Moutinho (coordenador do experimento junto com Daniel Nepstad) sobre uma das passarelas, de 6 a 8 m de altura, que atravessam as copas das árvores. O experimento trata sobre os efeitos de secas prolongadas sobre a floresta amazônica. É um dos maiores experimentos científicos do mundo sobre florestas tropicais.

período: Ano 2003
história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Liteira

Paulo Moutinho em liteira na Floresta Nacional dos Tapajós. Foto mostra um grande experimento sobre os efeitos de secas prolongadas sobre a floresta amazônica por conta do aumento de aquecimento global e do desmatamento. É possível que a chuva na Amazônia seja drasticamente reduzida no futuro. Para entender quais as conseqüências destas secas para a floresta, o IPAM montou um experimento que exclui a chuva de 1 hectare de floresta utilizando painéis plásticos.

período: Ano 2003
história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

COP9

Paulo Moutinho diante de painel na COP9, que durou entre 6 e 17 de dezembro de 2004.

período: Ano 2004
história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Proposta

Foto mostra o evento paralelo, COP9, organizado pelo IPAM sobre mudança climática e desmatamento tropical. Neste evento Paulo Moutinho participou do lançamento de uma proposta chamada "redução compensada do desmatamento", que estabelece os parâmetros para que países em desenvolvimento que abrigam florestas possam receber compensação financeira por eventuais reduções nas suas taxas nacionais de desmatamento. O evento contou com a participação do secretario executivo Cláudio Langone. A proposta foi intensamente debatida pelos países nas reuniões (COPs) da Conferência da ONU sobre Mudança Climática. Para que o planeta não sofra de mudanças perigosas no seu sistema climático é preciso não somente reduzir as emissões de gases de efeito estufa oriundas da queima de combustíveis, mas também reduzir o desmatamento tropical. O maior mérito da proposta de redução compensada é iniciar um debate sobre a criação de tal mecanismo.

período: Ano 2003
história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Sapo Cururu

A foto está relacionada a um estudo sobre o impacto da exploração madeireira e do desmatamento sobre a fauna amazônica. Mostra um exemplar de sapo cururu (Bufo marinus), uma das espécies que pode ser bastante atingida com os impactos sofridos pela floresta. Na amazônica brasileira mais de 1.5 milhões de hectares de florestas são exploradas para retirada de madeira. A maior parte feita sem cuidado o que causa grandes dados a vegetação e a cobertura florestal. Pouco se sabe sobre os impactos da exploração sobre a fauna amazônica. O IPAM mantém um estudo de longo prazo avaliando tais impactos. Se a fauna for afetada, grande parte da regeneração florestal após a exploração pode ficar comprometida (os animais são os principais dispersores de sementes na floresta) e assim como a exploração sustentável da floresta.

período: Ano 2001
história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

BIO_HV026_FT008

Sem informações.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

BIO_HV026_FT009

Sem informações.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

BIO_HV026_FT010

Sem informações.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

BIO_HV026_FT011

Sem informações.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

BIO_HV026_FT012

Sem informações.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

BIO_HV026_FT013

Sem informações.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

BIO_HV026_FT014

Sem informações.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

BIO_HV026_FT015

Sem informações.

história: Paulo Moutinho
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

história na íntegra


histórias que você pode se interessar

opções da página