resumo

Adriane é alegre e expansiva. Ao contar sua história, ela fala sobre o problema que deu origem à sua cegueira. Relembra as brincadeiras de infância em Ferraz de Vasconcelos. Discorre sobre os problemas que teve que enfrentar para aprender a ler braile, se locomover pela cidade de São Paulo e como cada vez mais sua autoconfiança tem melhorado com a ajuda dos professores do Cieja da Vila Sabrina. Finaliza o depoimento falando sobre o seu batizado, o dia mais importante de sua vida.

Palavras-chave:

história

Meu nome é Adriane da Silva, eu nasci em 1973, tenho 41 anos, e nasci em São Paulo, em São Miguel Paulista. Eu lembro assim muito pouco, do meu avó, ele ia de vez em quando em casa, visitar a gente e a gente ia lá na casa dele. Era muito legal quando ele ia lá em casa, ficava conversando com ...Continuar leitura




opções da página