resumo

Toninho Horta é um músico brasileiro. Mineiro, nasceu no fim dos anos 1940. Na sua trajetória, acompanhou, tocando guitarra, o Clube da Esquina, além de outros músicos como Gal Costa e Elis Regina. No seu depoimento, Toninho fala de suas influências musicais e de diversos momentos que viveu enquanto músico, no Brasil e no mundo. 

imagens (34)

get_date(); ?>

Retrato de Toninho Horta

data (ou período): Ano 2004 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Aqui Ó

Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Fã de verdade

Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Amizade internacional

data (ou período): Ano 1982 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Primeiro show de Milton Nascimento na Europa

data (ou período): Ano 1980 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Beto Guedes, Danilo Caymmi, Novelli e Toninho Horta

data (ou período): Ano 1973 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Seminário de música instrumental

data (ou período): Ano 1986 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Entre os pais

data (ou período): Ano 1982 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Irmão querido

Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Os Novos Baianos

Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Jazz nas veias

data (ou período): Ano 1976 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Entre família

data (ou período): Ano 1980 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Presente de fã

data (ou período): Ano 1999 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Os herdeiros

data (ou período): Ano 1993 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Yara Bela

data (ou período): Ano 1966 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Foot in The Road

data (ou período): Ano 1995 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Turnê pela Ásia

data (ou período): Ano 2004 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Um fã clube em Tóquio

data (ou período): Ano 2004 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Negócio japonês

data (ou período): Ano 2004 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Talento de família

Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Amizade e família

Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Talento ao triplo

data (ou período): Ano 2000 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Irmãos Horta

data (ou período): Ano 1954 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Estrelas cantam

data (ou período): Ano 1963 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Debutante

data (ou período): Ano 1963 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Toninho em 3x4

Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Amor de irmão

data (ou período): Ano 1995 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Irmandade internacional

data (ou período): Ano 1998 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Gravando com a Gal Costa

data (ou período): Ano 1998 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Toninho e sua guitarra

data (ou período): Ano 1998 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Bodas de Prata

data (ou período): Ano 1959 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Amor de mãe

data (ou período): Ano 2004 Imagem de:Toninho Horta

get_date(); ?>

Hora da música

data (ou período): Ano 1980 Imagem de:Toninho Horta

fechar

Retrato de Toninho Horta

Retrato de Toninho tirado no dia da gravação de sua entrevista.

período: Ano 2004
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Eugênio Sávio
tipo: Fotografia

Aqui Ó

Perla, Paula e Gracinha Horta, Teru (fã coreano e amigo de Toninho) e Paulo Horta no bar “Aqui Ó”. Escondido entre becos do bairro Horto na zona leste de Belo Horizonte, o bar “Aqui Ó” é surpreendente para os fãs de boa música. Comandado por Gracinha Horta (esposa do falecido Paulo Horta) e suas filhas, este bar recebe as quartas-feiras grandes nomes da MPB como o próprio Toninho que comanda as guitarras, o baterista Esdras (Nenê Batera), o contrabaixista Paulinho Carvalho entre outros. Volta e meia observa-se também entre os frequentadores do bar grandes músicos e compositores como Tadeu Franco, Fernando Brant, Márcio Borges, etc. Gracinha Horta, cunhada de Toninho, também é cantora profissional desde os 15 anos e em um ritmo descontraído, onde diversos músicos presentes fazem uma “canja”, Gracinha também se apresenta mostrando sua bela voz.

local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Fã de verdade

Toninho Horta e o italiano Antonio Onoratto, violonista, guitarrista e tão fã do trabalho de Toninho que homenageia o ídolo imitando as roupas e capas de discos. Grande músico e compositor, Toninho Horta arrebata uma legião de fãs por onde passa. O violonista e guitarrista italiano Antônio Onoratto é um exemplo disto. Em suas composições observa-se toda a admiração pela técnica brasileira. Onoratto que acompanha o trabalho de seu ídolo por aproximadamente 10 anos, procura se vestir feito Toninho, e a influência chega a tanto que a capa de seu disco chegou a ser confundida com um disco de Toninho.

local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Amizade internacional

Toninho Horta e o guitarrista americano Pat Metheny em gravação. Em 1980, Pat veio ao Brasil e conheceu Toninho Horta que nesta época residia no Rio de Janeiro com sua irmã. Tornaram-se grandes amigos e chegaram a gravar juntos dois anos depois nos Estados Unidos. Pat Metheny é, sob vários aspectos, um produto dos novos tempos no jazz. Jovem músico de técnica soberba, adquirida rapidamente, cedo tocou com alguns dos melhores nomes da atualidade, como Gary Burton, Michael Brecker, Jack e Toninho Horta.

período: Ano 1982
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Primeiro show de Milton Nascimento na Europa

Bóto, Toninho Horta, Milton, Aleuda, Robertinho Silva, Fernando Brant e Gilbert (embaixo) reunidos em frente ao Hotel Colisée, por ocasião do primeiro show de Milton na Europa. Como o Próprio Toninho Horta escreveu no verso da foto: “No dia seguinte em que chegamos a Paris – em frente ao Hotel Colisée: M. Boto, M.Antônio, M. Bituca, Madame Alenda, M. Roberto, M. Brant e M. Gilber.” Este foi o primeiro show de Milton Nascimento pela Europa.

período: Ano 1980
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Beto Guedes, Danilo Caymmi, Novelli e Toninho Horta

Toninho e o contrabaixista Novelli na gravação de “Beto Guedes, Danilo Caymmi, Novelli e Toninho Horta”, primeiro disco assinado por Toninho. O disco chamado “Beto Guedes, Danilo Caymmi, Novelli e Toninho Horta” foi o primeiro disco que levou como um de seus principais nomes o de Toninho Horta. Com a participação de vários outros compositores como Wagner Tiso, Ronaldo Bastos, José Geraldo, Márcio Borges, etc, o disco foi lançado em 1973 pela ODEON

período: Ano 1973
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

No show de Nana Vasconcellos

Show de Nana Vasconcellos, Jamil Jones, Raulzinho do Trombone, Paulo Braga (bateria) e Toninho Horta (esq.dir.

local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Seminário de música instrumental

Toninho Horta e banda da Polícia Militar de Minas Gerais na abertura do Seminário de Música Instrumental, idealizado por Toninho Horta (à esq.), com apresentações de vários músicos de renome internacional. O Primeiro Seminário de Música Instrumental, idealizado por Toninho Horta, teve a participação de vários músicos consagrados como Ian Guest, músico natural da Hungria, vive no Brasil desde 1957, residente em Mariana, MG. É da primeira geração criada no Método Kodály no Conservatório Béla Bartók em Budapeste, sendo seus professores, discípulos de Kodály. Neste Festival foram ministradas várias oficinas que enriqueceram o currículo de vários músicos brasileiros.

período: Ano 1986
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Entre os pais

Toninho Horta com seus pais Prudente de Melo e Geralda Magela Horta de Melo.

período: Ano 1982
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Irmão querido

O contrabaixista Paulo Horta, o irmão mais velho de Toninho que o iniciou na vida musical, fez longa história na cena musical de Belo Horizonte ao lado do irmão, faleceu no ano da entrevista. Paulo foi um dos grandes responsáveis pela decisão de Toninho em tornar-se músico, sendo uma das maiores referências musicais do guitarrista. No último disco de Toninho, "From Ton to Tom", Paulo participou tocando baixo elétrico em duas faixas: "Cristiana" e na sua própria composição, "Promessas que fiz".

local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Os Novos Baianos

Os Novos Baianos - Pepeu Gomes, Dadi, Galvão, Moraes Moreira, Paulinho Boca de Cantor e Baby Consuelo - na casa de Toninho Horta. Na Bahia dos anos 60, um grupo de jovens músicos - Baby (então Consuelo, hoje do Brasil), Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Dadi, Galvão, Paulinho Boca de Cantor, Jorginho, Baixinho e Bolacha - criou os Novos Baianos. Desde o princípio a proposta era consistente e os Novos inovavam sem ser ingênuos. No início dos 70, passaram pela “migração musical” a que todos os artistas nordestinos daquela época eram levados, indo para o Rio de Janeiro. Em seus primeiros momentos no Rio, os baianos eram visitados constantemente por João Gilberto, o que influenciou bastante o grupo, quando o Rock passou a ceder espaço para a MPB. Em 78 o grupo foi desfeito, mas quase todos os integrantes permaneceram seguindo carreira solo.

local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Jazz nas veias

Toninho Horta e Flora Purim, na ocasião da viagem de Toninho com Milton Nascimento para Los Angeles. Nascida no Rio, filha de um imigrante russo que tocava violino e de uma pianista amadora, desde pequena gostava de cantar, tocar piano e violão, e foi influenciada pelas cantoras de jazz, como Ella Fitzgerald e Sarah Vaughan. Frequentou o Beco das Garrafas nos anos 60, e chegou a gravar um disco no Brasil, intitulado "Flora MPM". Em 1967 mudou-se para os Estados Unidos, para estudar música na Califórnia. Cinco anos mais tarde, casou-se com o percussionista Airto Moreira. Trabalhou ao lado de artistas como Stan Getz e Gil Evans e integrou o conjunto Return to Forever, que excursionou com êxito pelos EUA no início dos anos 70. Em 1973 partiu para a carreira solo com o disco "Butterfly Dreams", seguido por outros pela gravadora Milestone. Entre seus discos destacam-se "Light As A Feather" e "Return to Forever". Em 1971 foi presa nos Estados Unidos, sob acusação de tráfico de drogas, e, depois de recorrer da Sentença, acabou detida em 1974, passando 18 meses na prisão e 12 anos em liberdade condicional, sem poder deixar o país. Nessa época, seu caso suscitou protestos na classe artística, que a elegeu, por meio de pool de críticos, a melhor cantora de jazz dos EUA por quatro anos sucessivos (de 1974 e 1977), em parte como instrumento de pressão para sua libertação, mas principalmente por seu real talento. Nos anos 70 gravou ainda ao lado de Carlos Santana, Hermeto Pascoal, Chick Corea e muitos outros, encantados com sua notável extensão vocal e capacidade de improvisação. Nos anos 80 gravou poucos discos solo (a maioria com Airto) e em 1994 lançou "Speed of Light".

período: Ano 1976
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Entre família

Paulo Horta, Toninho Horta, Lúcio Batatinha (primo de Toninho) e Lena Horta na casa dos pais de Toninho.

período: Ano 1980
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Presente de fã

oninho Horta, o luthier japonês Fukuoka e Lô Borges na loja de Fukuoka. Toninho Horta levou Lô Borges na loja do fabricante de violões Fukuoka, em Tókio. O fabricante japonês presenteou o músico mineiro com violões de alta qualidade. Toninho, no disco quadros modernos, em parceria com Juarez Moreira e Chiquito Braga, grava com um violão feito por Fukuoka.

período: Ano 1999
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Os herdeiros

Toninho Horta e seus dois filhos, Manoel e Luiza. Toninho Horta é divorciado e tem dois filhos: Manoel, que, seguiu os passos do pai como guitarrista e Luiza, que residia com sua mãe na cidade de Três Pontas, em Minas Gerais.

período: Ano 1993
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Yara Bela

Toninho Horta (aos 18 anos), com Joyce e Naná Vasconcelos (embaixo) defendendo a música de Toninho “Yara Bela”. Nesta fotografia de 1966 no festival Estudantil da Canção, Toninho Horta entrou com a música “Yara Bela” que levou o terceiro lugar, sendo representada por Joice, Toninho e Nana. Os festivais estudantis eram grandes oportunidades para músicos iniciantes e também para quem estava querendo mostrar seu trabalho.

período: Ano 1966
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Foot in The Road

Toninho Horta grava com sua banda internacional o disco Foot in The Road. Este disco foi lançado pela Polidor KK Japonesa no Brasil em 1995, em Belo Horizonte no Grande Teatro do Palácio das Artes. Era formada por artistas de diversas nacionalidades que gravou o disco “Foot in The Road” com Toninho Horta, em apresentação no Palácio das Artes. (esq.dir) Onaje, Allan Gumbs, Oswaldinho, Kenwood Dennard, Toninho Horta, Victor Bailey, Lena Horta, Rodi Berger e André Dequech.

período: Ano 1995
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Turnê pela Ásia

Toninho Horta em frente a um templo hinduísta durante sua turnê pela Ásia.

período: Ano 2004
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Um fã clube em Tóquio

Toninho Horta (atrás) com membros de seu fã-clube japonês, durante turnê pela Ásia. Músico respeitado em todo o mundo, Toninho possui um fã-clube no Japão, país que já recebeu o músico e compositor por 16 vezes. Este fã-clube vai a todas as apresentações de Toninho, inclusive as que são em duas seções no mesmo dia. Através de seu grande talento com a guitarra, Toninho Horta arrebatou uma legião de fãs por todo o mundo, se tornando, ao lado de Milton Nascimento, o mais internacional dos integrantes do Clube da Esquina.

período: Ano 2004
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Negócio japonês

Toninho Horta e a empresária japonesa Keyko durante sua turnê pela Ásia. Keyko, a japonesa que aparece a seu lado na foto é dona de casas de show, Sabbat é o nome de uma delas, onde se apresentam, além de Toninho, vários outros brasileiros, como Quarteto em Si, João Donato, MPB4, etc.

período: Ano 2004
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Talento de família

Toninho Horta com suas sobrinhas (da esq. para dir.) Ana Cláudia, Diana, Mariana, Poliana, Perla e Paula, durante a gravação do CD “De Tom Para Tom” de Toninho. As sobrinhas de Toninho Horta, seguindo os passos de seus familiares músicos, cantam no disco do tio “De Tom Para Tom”. Toninho incentiva a carreira artística das meninas de sua família desde muito novas, e como Tom Jobim (Homenageado por Toninho no disco) usava bastante vocais femininos em suas composições, Toninho resolveu aproveitar suas sobrinhas. Ana Cláudia, Diana, Mariana, Poliana, Perla e Paula cantam em várias faixas além de terem participado da turnê de lançamento.

local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Amizade e família

Iuri Popoff, Paulo Horta, Lena Horta e Prudente Melo reunidos na casa de Toninho.

local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Talento ao triplo

Paulo Jobim, Toninho Horta e Tavinho Moura na tradicional feira do Colégio Arnaldo, em homenagem a Tom Jobim. Ao fundo, à esquerda de Toninho, Pacífico Mascarenhas. Músicos mineiros e seu filho Paulo Jobim fazem uma homenagem ao grande maestro e compositor em Belo Horizonte. Talento reconhecido em todo o mundo, além do jazz, Toninho é grande fã da Bossa Nova, que tem como um de seus grandes mentores Tom Jobim. Em 2000 com o álbum “From Ton To Tom – Um Tributo a Tom Jobim”, Toninho faz uma sensível homenagem ao maestro Tom Jobim.

período: Ano 2000
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Irmãos Horta

Os irmãos Berenice (7 anos), Toninho (6 anos) e Lena (3 anos) na antiga casa da família Horta na rua Jacuí. 1954. Berenice Horta, mais conhecida como “Berê”, também cuidava da carreira artística do irmão no Brasil e na América Latina. Além do lado profissional, Berê consegue intercalar o amor fraterno com o orgulho que sente pelo irmão tão talentoso.

período: Ano 1954
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Estrelas cantam

Toninho Horta e a cantora Mariza Rossi no programa ao vivo da TV Itacolomi.

período: Ano 1963
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Debutante

Toninho Horta com 15 anos, tocando violão na porta de sua casa.

período: Ano 1963
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Toninho em 3x4

Foto 3 x 4 de Toninho Horta com o uniforme do bar Ponto dos Músicos.

local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Amor de irmão

Toninho Horta e sua irmã Berenice e fã número um do trabalho do irmão, é professora e leciona na Escola Estadual Central em Belo Horizonte e nas horas vagas cuida da carreira artística de Toninho no Brasil e América Latina. Fora do Brasil, quem supervisiona isto é sua outra irmã que vive nos Estados Unidos.

período: Ano 1995
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Irmandade internacional

Toninho Horta e Gilda Horta, sua irmã. Ao contrário de Berenice Horta que cuida da carreira do irmão no Brasil e América Latina, Gilda, irmã de Toninho que reside nos Estados Unidos, trata de sua carreira internacional.

período: Ano 1998
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Gravando com a Gal Costa

Gal Costa e Toninho Horta à época da gravação do disco "From ton to Tom - A tribute a Tom Jobim.

período: Ano 1998
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Toninho e sua guitarra

Toninho Horta e sua guitarra Yamaha.

período: Ano 1998
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Cristiano Quintino
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Bodas de Prata

Família Horta reunida na comemoração de Bodas de Prata de Prudente de Melo e Geralda Magela Horta de Melo, pais de Toninho Horta em Mariana, onde seu tio avô, Monsenhor Horta está enterrado no cemitério de uma igreja.

período: Ano 1959
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Toninho Horta
tipo: Fotografia

Amor de mãe

Toninho Horta e sua mãe embaixo do abacateiro onde Toninho dava aulas de guitarra para Lô Borges e Beto Guedes.

período: Ano 2004
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Eugênio Sávio
tipo: Fotografia

Hora da música

Toninho toca em reunião entre amigos

período: Ano 1980
local: Estados Unidos / Nova Iorque
imagem de: Toninho Horta
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

história na íntegra


opções da página