resumo

Eu sempre fui uma criança observadora, questionadora e sensível. Minha percepção sobre o mundo era carregada de intensidade e frustrações. Bom, observar às pessoas, mostrou-me que o mundo poderia ser mais superficial do que eu pensava. Meus verdadeiros problemas, começaram na infância e, se perpetuaram para à vida adulta, quando eu descobrir que o superpoder, na verdade, chama-se; transtorno de personalidade. A minha história basear-se nas dificuldades que as pessoas de origem humilde enfrentam diariamente.

história

O quê seria a ilusão? Eu nunca havia me feito essa pergunta. Sempre acreditei que eu tinha algo de maior; sensibilidade? Talvez, mas essa não é a questão. Nunca fui uma criança como as outras. Chorava por tudo e, com extrema sensibilidade, eu nunca aprendi a lidar com os pensamentos que tomava...Continuar leitura



imagens (1)

get_date(); ?>

Eu acreditava ter um superpoder

data (ou período): Ano 2022 Imagem de:Jéssica Cristina Alves dos Santos

fechar

Eu acreditava ter um superpoder

período: Ano 2022
tipo: Fotografia

histórias que você pode se interessar

opções da página