resumo

Primeira história que narro com meu pai, Servídio Dias. Caldeireiro, formado na profissão de ferreiro, depois caldeireiro, logo no início da história da indústria pesada no Brasil. Início dos anos 1950 até começo dos anos 1990. Caipira, engenhoso, inventor de encrencas (é assim que chamo quando me refiro a uma pessoa inquieta), sujeito de tino.

história

Em 22 de agosto de 1929 nascia meu velho, meu pai, Servídio Dias, um pouco antes do Crack da Bolsa de Nova York. Homem nascido em Gramadinho, bairro de Itapetininga, viveu sua infância e juventude no campo. Cedo, saiu de casa e foi aprender a trabalhar na indústria metalúrgica, nascente naquele ...Continuar leitura



imagens (6)

get_date(); ?>

Casal Servídio Dias e Neusa de Oliveira Dias a jantar

data (ou período): Ano 1985 Imagem de:Servídio Dias

get_date(); ?>

Avô Servídio e Guilherme Ramos da Costa Dias (Guigo)

data (ou período): Ano 1988 Imagem de:Servídio Dias

get_date(); ?>

Servídio Dias três meses após eu nascer

data (ou período): Ano 1969 Imagem de:Servídio Dias

get_date(); ?>

Bodas de Prata - Neusa e Servídio

data (ou período): Ano 1981 Imagem de:Servídio Dias

get_date(); ?>

Escultura de Servídio Dias por Toco Dias, seu filho

data (ou período): Ano 2012 Imagem de:Servídio Dias

fechar

Casal Servídio Dias e Neusa de Oliveira Dias a jantar

Cena icônica - pai e mãe jantando, à sua moda caipira. Casa própria em Mairinque, nos meus anos 1980.

período: Ano 1985
imagem de: Servídio Dias
crédito: Toco Dias - escultor e publicitário
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Avô Servídio e Guilherme Ramos da Costa Dias (Guigo)

Apego de avô e neto, já desde começo. Meu pai tinha esse carisma, de conversar sem falar. Ligação geracional. Hoje Guilherme tem 31 anos, é assistente social no INSS, casado com Mariela, ambos com a linda filha Elis.

período: Ano 1988
imagem de: Servídio Dias
crédito: Toco Dias - pai de Guilherme
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Servídio Dias três meses após eu nascer

Foto três por quatro. Como sempre diziam, com aquela cara de Charles Bronson. O bigode viria depois.

período: Ano 1969
imagem de: Servídio Dias
crédito: Sem autor
tipo: Fotografia

Servídio Dias e seu filho Maurício Sérgio Dias, a beira da represa Itupararanga, no Fiscal.

Talvez seja o lugar que mais me lembre de meu pai: a beira da represa. Eu, com a bola de futebol vagabunda. Por quantas vezes não fiquei com o Opala duas portas laranja, ano 1973, atolado ali em dia de chuva, esperando ajuda? Num dos momentos raros de conversa. Até hoje prefiro peixe de água doce.

período: Ano 1981
imagem de: Servídio Dias
crédito: Servídio Dias Jr. - caldeireiro e filho primogênit
tipo: Fotografia

Bodas de Prata - Neusa e Servídio

Comemoração em nossa casa da CECAP em Mairinque. Casa que cresci e que sempre amei. Lá aprendi boa parte do que sei, com meus pais, com meus irmãos.

período: Ano 1981
imagem de: Servídio Dias
crédito: Familiares - sem identificação.
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Escultura de Servídio Dias por Toco Dias, seu filho

Busto feito a partir de fotografia de meu pai em seus últimos dias de vida. Toco Dias, grande escultor, coloca suas estecas para dar voz à memória, à saudade, ao coração. Parabéns, irmão.

período: Ano 2012
imagem de: Servídio Dias
crédito: Toco Dias, escultor
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

histórias que você pode se interessar

opções da página