Narradores de Vida

Compartilhar:

Ano: 2017

Desde a sua fundação, em 1992, o Museu da Pessoa tem se dedicado a ouvir histórias de pessoas que desejam registrar e preservar suas memórias. Outra forma de atuação tem sido a disseminação de sua metodologia e conceito por meio de uma ação educativa que oferece uma metodologia de escuta e de produção de histórias. A possibilidade de registrar e narrar histórias de vida como uso da criação literária e a construção cênica foi o desafio colocado pelo Museu da Pessoa, Giselle e Sandra para um público interessado por novas experimentações e sensações.

Ao final do curso, a aluna Claudia Rici diz que os sentidos se transformaram e que os autores das histórias aqui publicadas encherão o peito de cheiros, sabores, cores de mães, pais avós, de si mesmos e na primeira ou terceira pessoa narrarão suas vidas que agora são memórias uns dos outros. A publicação dessa experiência é para o Museu da Pessoa a concretização do propósito de transformar histórias de vida em fonte de conhecimentos, compreensão e conexão entre pessoas.