Memórias do Comércio: os caminhos do interior: Araraquara, São Carlos e região

Compartilhar:

Ano: 2000

Baixe a publicação – (PDF) 16,1 MB

O interior do Estado de São Paulo se desenvolveu com tamanha rapidez que, no espaço de uma geração, os habitantes de suas cidades presenciaram a evolução de quase todas as modalidades do comércio que marcaram este século. Assim, é comum encontrarmos, por exemplo, um antigo armazém com produtos agrícolas convivendo lado a lado com um moderno shopping center. Ao mesmo tempo em que se conservam “costumes do interior”, é característica a fascinação pela transformação e pelo que é novo. Entender como ocorreram essas rápidas mudanças, a partir das relações comerciais, foi um dos objetivos do projeto Memórias do Comércio: os caminhos do interior.

O projeto foi organizado em módulos, que coincidem com as regiões político-administrativa do Estado. Esse módulo contempla a 12° Região, que compreende 23 cidades e tem como centros polarizadores Araraquara, Matão e São Carlos. Abraçamos principalmente estes centros e, através deles, buscamos entender como a região foi ocupada, como as cidades se constituíram e se diferenciaram entre si, e como o comércio urbano se instalou e se desenvolveu.

O projeto teve início com o mapeamento das principais ruas de comércio das cidades da região. Nessa etapa, foi possível localizar as pessoas que seriam entrevistadas, a partir dos parâmetros: comerciante de origem e comerciante recente; comerciante tradicional e comerciante inovador; venda ambulante; ramos de atividades; modalidades de comércio, entre elas a loja de rua, a loja de shopping, a loja em rede, a loja de departamento e o setor de serviços, representado pela área de lazer e hotelaria.

Com esse mapeamento, foram localizadas 398 pessoas, das quais 21 foram convidadas a colaborar com seu testemunho de vida e trabalho, dada a importância que tiveram para o início das atividades comerciais na região. Foram também selecionadas quarenta famílias – vinte de Araraquara e vinte de São Carlos -, que tradicionalmente se dedicam à arte do comércio. Além disso, foi realizada uma pesquisa de dados e fatos sociais e históricos, com o apoio de estudos acadêmicos, registros documentais e iconográficos sobre a região.

O livro buscou articular os depoimentos como se um mesmo autor, com diferentes origens, vivências e idades, compusesse um painel da organização e desenvolvimento da experiência com comércio na região. A essa visão profundamente humana e particular, somamos dados e fatos contextuais que influenciaram a região. Do entrelaçamento destes materiais de origens distintas, esperamos ter registrado a vitalidade e a importância do fenômeno da atividade comercial nesta região do Estado de São Paulo.

Conheça o projeto