Armazém do Brasil – Memórias do Comércio da Zona Cerealista

Compartilhar:

Ano: 2016

Baixe a publicação – (PDF) 14MB

Esta publicação é parte do projeto “Memórias do Comércio em São Paulo”, uma iniciativa do SESC São Paulo em parceria com o Museu da Pessoa. O projeto, iniciado em 1994, tem como objetivo registrar as histórias do comércio com foco em narrativas de vida de comerciantes, comerciários e outras pessoas envolvidas na cadeia produtiva do comércio.

As memórias registradas desde então possuem como foco as narrativas pessoais, a coleta de imagens dos acervos particulares dos entrevistados assim como a sistematização de informações sobre os contextos sociais, culturais e históricos. O resultado hoje é um acervo de 263 depoimentos registrados em vídeo e uma coleção de mais de mil fotos e documentos digitalizados e catalogados. Todo este material está disponível no site memoriasdocomerciosp.museudapessoa.net. O objetivo maior é ampliar o conhecimento sobre o tema, assim como contribuir com um conteúdo diferenciado para debates como desenvolvimento urbano, transformação de costumes, as levas migratórias e imigratórias e as transformações nos espaços de troca em nossa sociedade.

Nesta etapa, direcionamos o olhar para uma das áreas de maior importância para a distribuição de alimentos no Brasil e que, no entanto, praticamente nunca havia sido objeto de estudo sistemático, seja pela academia, por iniciativas individuais ou pelo poder público. Deve-se a isso o caráter cronológico e linear dessa história que queremos contar. É uma forma de construir uma linha do tempo que organize fatos e explique os processos de mudança sofridos na região entre 1820 e 2016. Em parte, nossa intenção foi criar um ponto de partida no qual pesquisadores e interessados possam conhecer a história do Brás e do comércio atacadista da capital paulistana.

Acesse a exposição