Apiaí: Um rio de histórias

Compartilhar:

Ano: 2011

Baixe a publicação – (PDF) 4MB

A publicação Apiaí: um rio de histórias reúne as lembranças contadas por 27 moradores da cidade aos alunos das escolas ALA, Honorina Albuquerque, Elisa dos Santos e Cemae, durante os anos 2010 e 2011. As histórias dos moradores foram ouvidas por meio de entrevistas de histórias de vida realizadas pelos alunos.

O Projeto Memória Local na Escola tem como objetivo valorizar as histórias de vida das pessoas da comunidade. Ao longo do ano de 2010, foram realizados encontros mensais com os alunos e professores das escolas municipais de Apiaí. Durante o primeiro ano do projeto, os alunos entrevistaram 16 moradores e registraram as suas histórias de vida por meio de desenhos, textos coletivos e legendas.

Em 2011, a continuidade do Projeto Memória Local na escola contou com a constituição de um grupo de formadores locais, que, por sua vez, acompanhou novos professores e alunos participantes do projeto. No segundo ano, foram 11 moradores entrevistados.

A cada relato são reveladas diferentes relações com a cidade, oferecendo ao leitor uma visão multifacetada do local, comprometida tanto com as percepções pessoais, como com a memória coletiva de Apiaí, compondo cenários de diversas épocas e lugares da cidade e suas proximidades. Conversando com esses relatos, organizamos alguns boxes informativos e/ou históricos sobre os temas envolvidos nas histórias de vida.

A expressão “mar de histórias”, tão notória entre contadores e escritores, era usada em sânscrito para referir-se ao universo das narrativas, que sempre desvelaram ao leitor ou ouvinte novos territórios, que os envolveram em aventuras, paixões e descobertas.

Emprestamos essa conhecida expressão, trocando o mar pelo rio. Aqui temos nosso rio de histórias. Uma referência aos rios que banham a região do Vale do Ribeira. E a uma das versões sobre o nome de Apiaí, que em tupi-guarani significa “Rio Menino”.

Conheça o projeto