23/11/2021

Mixagens com

Personagem: Adauto de Assis MoreiraAutor: Museu da Pessoa

23/11/2021

Reencontros

Personagem: Gilvanete Lima de FrançaAutor: Museu da Pessoa

23/11/2021

Um poeta bom de bola

Personagem: Murilo AntunesAutor: Museu da Pessoa

fechar

Com Milton Nascimento

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Vote Poesia

(esq.dir) Tonico Mercador, Rodrigo Leste, Murilo Antunes e Manoel Fabregas no show “Vote Poesia”, apresentação de poetas no Cabaré Mineiro. O show denominado “Vote Poesia” era realizado em Belo Horizonte na casa Cabaré Mineiro onde se apresentavam vários poetas mineiros.

local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Murilo Antunes
crédito: Murilo Antunes
tipo: Fotografia

Uma Dupla Brasileira

Técnico de som, Murilo Antunes, Tavinho Moura, Márcio Borges, Xavantinho e Pena Branca em intervalo de gravações no Estúdio Bemol. A dupla Pena Branca e Xavantinho, em 1982, assinam com a RGE e lançam o disco: Uma Dupla Brasileira, que os tornou conhecidos do grande público. Foi então que, Tavinho Moura (Clube de Esquina), ao ouvir a versão da dupla de Cio da Terra de Milton Nascimento e Chico Buarque, se impressionou com ela, levou-a ao conhecimento de Milton, que decidiu cantar com a dupla no programa da rede Globo, Som Brasil. O sucesso foi tanto que Cio da Terra virou o nome do 3º disco de Pena Branca & Xavantinho, em 1987, pela Continental, produzido por Tavinho. O álbum foi considerado um dos melhores do Brasil, pela crítica e acabou sendo o maior sucesso da dupla. Em 1988, com a participação especial de Fagner, Tião Carreiro, Almir Sater, Oswaldinho do Acordeon e Tavinho Moura, novamente, saiu o novo disco, Canto Violeiro.

período: Ano 1990
local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Murilo Antunes
crédito: Murilo Antunes
tipo: Fotografia

Um sorriso ou dois

Murilo Antunes em evento

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Um sonho real

Murilo Antunes (à esq.) ao lado de Lô Borges, que assina o contrato para a gravação de seu disco “Sonho Real”. (esq.dir) Murilo Antunes, Lô Borges, Mazzola e o presidente da Ariola. Foto do momento da assinatura do contrato para a gravação do disco “Sonho Real” de Lô Borges. O álbum Sonho Real, de Lô Borges, foi lançado originalmente em vinil pela Ariola/PolyGram em 1984. Na época, dividiu os críticos. Uns o consideraram datado, por manter a sonoridade tipicamente anos 70 da música mineira, com fusões de MPB, folk e rock. Outros o acharam genial justamente por trazer essas características. O fato é que se trata de um grande disco, que manteve intacta uma vertente musical extremamente rica, da qual Lô foi um dos artífices.

período: Ano 1984
local: Brasil / Rio De Janeiro / Rio De Janeiro
imagem de: Murilo Antunes
crédito: Murilo Antunes
tipo: Fotografia

Um pouco de música

Em seu apartamento, Murilo Antunes compõe em parceria com Cláudio Nucci, ex-integrante dos grupos Semente e Boca Livre. Ex-integrante dos conjuntos Semente e Boca Livre, partiu para a carreira solo em 1980, lançando o compacto "Quero Quero", seguido por outros discos individuais. Em 1985 lançou o LP "Pelo Sim, Pelo Não" com Zé Renato. Mais tarde fundou a banda Zil, que gravou um disco no mesmo ano. No começo dos anos 90 trabalhou em parceria com a cantora Ithamara Khoorax. Como compositor tem atuação destacada com dezenas de músicas gravadas por intérpretes como Nana Caymmi, César Camargo Mariano, Roupa Nova e outros.

local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Murilo Antunes
crédito: Murilo Antunes
tipo: Fotografia

Sorrisos e amigos

Murilo em evento com amigos

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Sorriso duplo

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Sorriso de poeta

Murilo Antunes sorri em foto.

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Só música e poesia

Murilo Antunes participa de evento Música e Poesia. Compositor, poeta e publicitário Murilo Antunes em show de música e poesia no restaurante “Inconfidência Mineira”, em Santa Catarina. Peça fundamental do Clube da Esquina, Murilo Antunes é autor da belíssima música que integra o álbum “Clube da Esquina II”, “Nascente”, em parceria com o amigo Flávio Venturini.

período: Ano 1999
local: Brasil / Santa Catarina / Balneário Camboriú
imagem de: Murilo Antunes
crédito: Andréia Antunes
tipo: Fotografia

Reunião da música

Murilo Antunes sentado ao sofá, ouvindo seu amigo tocar.

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Pronto pra jogar

Murilo Antunes em um campo de futebol

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Primeira comunhão

Primeira comunhão de Murilo Antunes. Nesta época o compositor tinha aproximadamente 10 anos. Apesar de ter nascido em Pedra Azul, MG, foi em Belo Horizonte, cidade para qual se mudou, que Murilo conheceu seus parceiros e começou sua carreira artística.

local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Murilo Antunes
crédito: Murilo Antunes
tipo: Fotografia

Os quatro

Paulinho Carvalho, Lô Borges, Mario Castelo e Chico Lessa. Jovem ainda, aos dezenove anos, na década de 70, Lô Borges inicia sua carreira de cantor e compositor, lançando com Milton Nascimento a canção e o álbum duplo "Clube da Esquina". O disco contou com a participação de músicos como Eumir Deodato, Toninho Horta, Wagner Tiso, Nana Vasconcelos, Beto Guedes, entre outros, tornando-se referência importante para os estudiosos da música contemporânea brasileira. esse trabalho abre caminho para Lô assumir a sua carreira solo influenciada também pelas referências musicais de sua juventude, como os Beatles e todo o Pop até João Gilberto.

local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Murilo Antunes
crédito: Murilo Antunes
tipo: Fotografia

Ombro amigo

Murilo Antunes em evento

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Música para todo lado

Murilo Antunes sentado em uma sala repleta de instrumentos

imagem de: Murilo Antunes
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia