fechar

Prudente de Morais e Barros - 1º governador de São

personagem: Prudente José de Morais e Barros
historia: Prudente José de Morais e Barros , nasceu nos arredores de Itú/SP, em 4 de outubro de 1841, falecendo em Piracicaba, no dia 13 de dezembro de 1902. Substituiu o seu ex-aluno, Prudente José de Morais, este compondo o triunvirato de um governo provisório, junto com Barros Francisco Rangel Pestana e Joaquim de Sousa Mursa, no curto período de 16 de novembro a 14 de dezembro de 1889, ocasião que Prudente de Moraes foi nomeado para o governado de São Paulo, permanecendo até 18 de outubro de 1890. Foi um marcante político brasileiro, sendo o primeiro civil a exercer o cargo de presidente do Brasil, ou melhor, o terceiro presidente da nação, após a proclamação da república. Representou a oligarquia civil da cafeicultura, sucedendo o poderio da mesma no poder Legislativo.

período: Ano 2007
tipo: Fotografia

Café da manhã com o governador

Na casa de Tereza, na época presidenta da associação comunitária, vizinha e amiga de Rosária. Café da manhã com o governador Joaquim Roriz, no centro, e sua esposa no canto esquerdo da foto. Rosária entre os dois. Reunião para reivindicar melhorias para a comunidade.

período: Ano 1993
local: Brasil / Distrito Federal / Fercal
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Assunto importante

Da esquerda para a direita estão, Evauri, Marconis F. Alves (gerente regional da CTBC/Iturama), Wilson R. M. de Oliveira (prefeito de Paranaíba) e Marcelo Miranda Soares (governador do Mato Grosso do Sul) em audiência para tratar de assuntos sobre telefonia em Paranaíba. O governador assina documentos na presença dos outros, também sentados à mesa. Um repórter e um cameraman então em segundo plano.

período: Ano 1986
local: Brasil / Minas Gerais / Campo Grande
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Incentivo à inclusão

Eduardo de Oliveira foi convidado pelo governador Laudo Natel para ser padrinho dos calouros negros.

período: Ano 1965
local: Brasil / São Paulo / São Paulo
imagem de: Eduardo de Oliveira
história: Eduardo de Oliveira
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Homens da política

Rondon, na época em que era governador de Minas Gerais, ao lado de general Alencastro, presidente da Telebrás.

imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Fiat em Minas

Adolfo Neves Martins da Costa, primeiro presidente da Fiat, mostra um motor de automóvel a Rondon Pacheco, governador de Minas Gerais, durante a inauguração da fábrica da Fiat. Rondon conta que trabalhou muito para conseguir trazer a fábrica para o estado.

período: Ano 1974
local: Brasil / Minas Gerais / Betim
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Rondon, esperança de Minas

Rondon discursa na campanha dos senadores de Minas Gerais, em seu lançamento como governador do estado.

período: Ano 1970
local: Brasil / Minas Gerais / Viçosa
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Governador e primeira-dama

Rondon e Marina, sua esposa, posam no Palácio da Liberdade momentos antes de se encaminharem à recepção do governador do estado no Automóvel Clube de Minas Gerais. Rondon havia tomado posse naquele dia, tendo sido indicado pelo presidente Emílio Garrastazu Médici.

período: Ano 1971
local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Confiança no governo

As professoras de Viçosa foram às ruas para receber Rondon Pacheco e os candidatos ao senado de Minas Gerais. Eles depositavam confiança no futuro governador, que teria de enfrentar a crise da falta de pagamento dos professores.

período: Ano 1970
local: Brasil / Minas Gerais / Viçosa
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Eletricidade para todos

Rondon Pacheco (presidente da ARENA), Emílio Garrastazu Médici (presidente da República) e Israel Pinheiro (governador de Minas Gerais) na inauguração da Usina Hidrelétrica de Volta Grande.

período: Ano 1970
local: Brasil / Minas Gerais / Volta Grande
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Governador e ministro

Retrato de Reis Veloso (ministro de Planejamento) e Rondon Pacheco na sua posse como governador de Minas Gerais.

período: Ano 1971
local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Passado e futuro

Rondon Pacheco é cumprimentado por Milton Campos, amigo e ex-governador de Minas Gerais, na cerimônia de posse do governo.

período: Ano 1971
local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Danielle, a caipirinha

Festa junina do colégio de Danielle no Iate Clube Governador. Com a minha mãe, dona Elza. Danielle fez a maior festa neste dia, dançou, subiu no palco!

período: Ano 2001
local: Brasil / Rio De Janeiro / Ilha Do Governador
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia

Visita do governador

José Cunha (à direita) recebe Marcello Alencar, governador do Rio de Janeiro, em visita ao BNDES.

período: Ano 1992
local: Brasil / Rio De Janeiro / Rio De Janeiro
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Investimento no petróleo

Evento de assinatura de contrato do Polo Petroquímico da Bahia. Na fotografia estão presentes Marcos Vianna (terceiro homem da esquerda para direita), então presidente do BNDES, e Antonio Carlos Magalhaes (quarto homem da esquerda para a direita), então governador da Bahia.

período: Década 70
local: Brasil / Bahia / Salvador
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Agradecido pelo Governador

"Carta do vice-governador do RS em agradecimento a Luiz Antonio"

período: Ano 2009
crédito: Acervo pessoal
tipo: Fotografia