23/11/2021

Ói o trem

Personagem: Marcos Antonio Gomes CaladoAutor: Museu da Pessoa

fechar

Almoço em família

Virgílio e família reunidos para um almoço.

período: Ano 1983
local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

As gerações Galassi

Homens de três gerações da família Galassi posam para um retrato nos fundos de casa.

período: Ano 1983
local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Troféu rural

Virgílio entregando o Prêmio do Produtor Agropecuário no Sindicato dos Produtores Rurais, que ele presidia.

local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Churrasco gaúcho

Virgílio, ao lado da esposa Maria Luiza, corta a primeira fatia de carne em uma festa do Centro de Tradições Gaúchas realizada na praça Clarimundo Carneiro.

período: Ano 1989
local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Descanso na fazenda

Virgílio, à direita da filha Regina e do genro Leone, em um momento de lazer na varanda da Fazenda Luar Bonito.

período: Ano 1995
local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Primeira bisneta

Virgílio e a esposa Maria Luiza com a sua primeira bisneta, Maria Luiza.

período: Ano 1997
local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Homenagem na câmara

Em meio às filhas Regina e Rejane, Virgílio recebe um título na Câmara Municipal.

local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Reunião de família

Virgílio (quarta pessoa da esquerda para a direita, sentado) em uma reunião de família na casa que construiu, onde morou por dezoito anos.

local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Discurso inaugural

Rondon Pacheco ouvindo discurso durante inauguração da central automática da Companhia de Telecomunicações do Brasil Central (CTBC). Esq.-dir.: Wilson Ribeiro, Alexandrino Garcia, Rondon Pacheco, Afrânio Rodrigues da Cunha (prefeito) e Renato Calcanho (proprietário da fábrica de balas Princesinha).

período: Ano 1957
local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Bases do ministro

Rondon e seus pais, Raulino e Nicolina, em almoço oferecido por Wilson, proprietário da Reimassas, uma casa de massas muito famosa na cidade. Na ocasião, Rondon era ministro da Casa Civil ou, como ele mesmo se definia, "o homem que levava aspirinas para o presidente tomar em momentos de crise."

período: Ano 1967
local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Passado e futuro

Rondon Pacheco é cumprimentado por Milton Campos, amigo e ex-governador de Minas Gerais, na cerimônia de posse do governo.

período: Ano 1971
local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Homens da política

Rondon, na época em que era governador de Minas Gerais, ao lado de general Alencastro, presidente da Telebrás.

imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Fiat em Minas

Adolfo Neves Martins da Costa, primeiro presidente da Fiat, mostra um motor de automóvel a Rondon Pacheco, governador de Minas Gerais, durante a inauguração da fábrica da Fiat. Rondon conta que trabalhou muito para conseguir trazer a fábrica para o estado.

período: Ano 1974
local: Brasil / Minas Gerais / Betim
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Transmitindo um legado

Rondon Pacheco junto aos seus dois netos, Adriana e Rondon.

período: Ano 1970
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia
Palavras-chave:

Rondon, esperança de Minas

Rondon discursa na campanha dos senadores de Minas Gerais, em seu lançamento como governador do estado.

período: Ano 1970
local: Brasil / Minas Gerais / Viçosa
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia

Governador e primeira-dama

Rondon e Marina, sua esposa, posam no Palácio da Liberdade momentos antes de se encaminharem à recepção do governador do estado no Automóvel Clube de Minas Gerais. Rondon havia tomado posse naquele dia, tendo sido indicado pelo presidente Emílio Garrastazu Médici.

período: Ano 1971
local: Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte
imagem de: Rondon Pacheco
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia