fechar

Reencontrando o pai

Depois de dezoito anos sem notícias do pai, Sebastião soube de seu paradeiro e foi atrás dele com a ajuda de um sobrinho. Seu pai não o reconheceu, mas mesmo assim Sebastião o trouxe para dentro de casa, onde viveram junto por dois anos, até o seu falecimento. Esq.-dir.: Maria, Elisa, Sebastião, Sebastiana (madrasta) e José (pai).

período: Ano 1986
local: Brasil / Minas Gerais / Uberlândia
crédito: Acervo Pessoal
tipo: Fotografia